Marcadores

sexta-feira, 16 de junho de 2017

META FINANCEIRA PARA 2017.2

 Repetindo a dose e o costume adotado em 2016, estou lançando oficialmente a meta para o segundo semestre de 2017.
Esse ano está bem ruinzinho para investimentos, poderíamos chamá lo até de ano Temer.

Brincadeiras a parte, apresento-os novo quadro de metas:
META 2017.2 (R$ 89.347,71)


Não vai ser fácil, mas estou seguindo a mesma metodologia de antes. Previsão de fluxo de caixa, rendimentos medianos com base nos primeiros seis meses (% junho incompleto) e muita frugalidade nos hábitos em casa.
Embora pareça uma meta humilde, de todo capital auferido no ano de 2017 pretendo acumular cerca de R$ 31.128,60, tomando como base que comecei a aportar em fevereiro desse ano.
Estou vendo esse ano como um um ano tampão. Falo isso pois não está fácil colocar em prática muita das situações que desenhei a tempos atrás e por que ele está entre mim e os 100 mil reais.
Minha meta são os 100 K. Isso é bom, pois os olhos estão mirando essa quantidade de dinheiro e não me contentarei com menos.

Está lançado o desafio ! E vocês ? Boa sorte a todos !!

quarta-feira, 31 de maio de 2017

ATUALIZAÇÃO PATRIMONIAL MAI/17 (+ 6,12 % ou R$ 3.750,66)

INTRODUÇÃO
Caminhamos para mais um fechamento de mês. Como muitos de vocês, estou vivo. Vi parte do capital investido derretendo e tive que segurar a ansiedade, apesar de saber que em meio a essas crises, o desespero é o pior dos seus amigos. Não lembro onde ouvi ou li essa frase, mas ela resume bem o espírito daqueles que estão tentando sobreviver e plantando a semente de um futuro mais doce: “Você não vende seu carro na crise, por que venderia suas ações?”....

Querem grana !? Tomem grana seus putos !!!


Com muita calma e diligência, venho aumentando a carteira e vai ser assim até eu conquistar a independência financeira.

Vamos aos números:
CARTEIRA ATUALIZADA






GRÁFICO DA RENDA FIXA


GRÁFICO DA RENDA VARIÁVEL



RENDIMENTOS DOS FII’S 



CURTO – MÉDIO – LONGO PRAZO (COMPASS)

META 2017.1 (TÁ DIFÍCIL AINDA É POSSÍVEL !!)


Confesso que ando meio de saco cheio do blog e por esse motivo ando afastado da blogosfera. O blog já está indo pra o seu segundo ano e não tenho estudado muito assuntos interessantes que possam trazer aqui. Para aqueles que ainda visitam a página, o objetivo de montar o blog era (inicialmente) participar do RK do Pobreta (RIP), poder compartilhar experiências reais daqueles que sem dúvida já estão anos luz à minha frente e registrar a minha escalada financeira. De maneira que se não tenho nada a agregar, prefiro não postar.

Não farei reflexão sobre Circuit Breaker e nem da atuação situação do País, pois isso já virou novela. Resta-nos apenas trabalhar, juntar e pagar a conta.

Forte abraço a todos e sucesso !!!



sábado, 29 de abril de 2017

ATUALIZAÇÃO PATRIMONIAL ABR/17 (+1,259% ou R$ 762,15)


INTRODUÇÃO
Mais um fechamento de mês, o 21º desde que eu comecei a luta para sair da famosa corrida dos ratos. Esse mês o rendimento e o aporte foram pífios, para não dizer quase nada. Paciência. Como eu havia comentado no fechamento anterior, eliminei a posição do CDB D+0. Não tenho o interesse em manter mais um investimento atrelado ao CDI.


Sindicalista da CUT tentando resolver os problemas do Bostil.

Por enquanto a estratégia continua a mesma. Não estou tendo tempo nem capital para aportar. Logo não mudarei a carteira.
Novidade apenas é que estou voltando ao mercado como escravo celetista... Manterei o projeto de consultoria em aberto, pois me trouxe bons contatos e foi o que me manteve durante esses últimos 10 meses. Espero que com a volta ao mercado, em um emprego convencional os meus rendimentos fiquem mais retilíneos.

Vamos aos números:

CARTEIRA ATUALIZADA



A partir de maio começaremos a comprar moeda estrangeira, especificamente Dólares, pois estamos com planos para 2018 que dependerão dessa moeda. De maneira simbólica esse mês compramos 3 $ em uma casa de câmbio em uma estação aqui do metrô do RJ. Mas como dito, a partir do mês que vem as compras serão mais regulares.



GRÁFICO DA RENDA FIXA



GRÁFICO DA RENDA VARIÁVEL


RENDIMENTOS DOS FII’S



CURTO – MÉDIO – LONGO PRAZO (COMPASS)



META 2017.1 (TÁ DIFÍCIL)



CONCLUSÃO


Tá complicado bater os 67K da meta semestral, mas ainda não perdi a esperança. O cenário econômico está cada dia mais deplorável e ao invés do povo e nossos governantes se esforçarem para arrumar algo, continuamos rodando atrás do próprio rabo e rolando a dívida. Triste de mais. Só tem uma solução para a maioria que não consegue enxergar, poupança doméstica e trabalho. O resto é só perpetua o status quo que é essa vagabundagem que esta aí. 
Me resta apenas desejar a todos um bom final de mês bons investimentos  !!

sexta-feira, 14 de abril de 2017

O QUE APRENDI EM FII’S / ESTÁ VALENDO A PENA ?



Esse post vem para demonstrar o que aprendi nesse pouco tempo no ramo dos fundos de investimentos imobiliários. Fique a vontade para discordar ou agregar. Muito do que aprendi sobre o tema foi lendo nossos nobres colegas.

Para começo de conversa vou deixar uma dica do pessoal da Bastter, tente encarar isso de forma construtiva, demorei a entender...

 

Primeiramente FII não é renda fixa, não é ação e tão pouco são imóveis que você vai receber alugueis por ter as cotas.

Em segundo lugar, invista em valor e não em preço da cota. Parece fácil mas nossa mente tenta nos trair o tempo todo. Antes de você investir em algo, entenda o que está fazendo e tenha a percepção por qual motivo você está colocando seu suado dinheiro nesse projeto. Resumidamente eu faço uma lista com três ou mais de motivos pelos quais eu estou sendo sócio do empreendimento. Confesso que no início eu não estava seguindo muitos fundamentos e não tinha uma estratégia, mas é errando que se aprende e todo dia aprendo mais.

Terceiro coisa que aprendi: Podemos vender direito de subscrição de cotas. Isso significa que toda vez que o fundo ofertar mais cotas no mercado e você tiver direito de comprar antes (pois é sócio), você poderá vender o mesmo direito. Geralmente não dá muita grana, mas é legal pois se você não quiser exercer o direito, dá para criar uma graninha do nada. Lembrando que se você não exercer e não vender, o direito de subscrição vira pó.

Quarto lugar, FII’s são investimentos de longo prazo. Não adianta ficar dando F5 no Browser para ver o preço da cota. Ela sobe e desce o tempo todo, você não vai ficar rico e vai ficar doente de tanta ansiedade. Melhor dica vem do nosso amigo VDC, caiu, compra, subiu compre. Não importa preço, seja sócio em valor, não em preço.

Quinta lição, a curiosidade sempre bate, não adianta. Mas se for fazer algum benchmark, tenha em mente que é renda variável. Particularmente eu vejo o lucro ou prejuízo acumulado, mas essa análise é puramente um espelho do preço a mercado das cotas. Exemplo:



Reparem que o capital investido, menos a posição atual, me oferece o valor da valorização da cota ou desvalorização. Também temos que considerar os dividendos recebidos, pois é ELE QUE FAZ O EFEITO DOS JUROS COMPOSTOS NOS FII’S. Basicamente na última linha eu tenho um comparativo se minha estratégia nos FII’s que é baseada em valor do empreendimento está funcionando.

Sexto aprendizado. Antes eu fazia uns cálculos de precificação, achando que ninguém do mercado tinha algo parecido, mas não tem como. Só o fato de precificar não vai te salvar. Ou você acha que o mercado é bobo e só você tem uma bola de cristal mágica para saber sempre o momento de entrada. Acorda NOOB, FII é diferente de ação para trade, aqui não foi feito para ganhar na variação e sim para ser sócio. Mas vou demonstrar algumas coisas que eu fazia e seguia (até descobrir que a maioria das informações está disponível nos fechamentos de mês), mas antes precisamos ter ciência de algumas definições para tentar calcular. Vê aí:

  • Valor de Mercado do FII: Todos os fundos têm um número de cotas, ou seja, em quantos pequenos pedaços o fundo foi dividido e negociado. O Valor de mercado é justamente o que custaria comprar todos estes pedaços, chegamos neste número multiplicando a última cotação pelo número total de cotas.



  • Patrimônio Líquido dos FII: O Patrimônio é o valor de avaliação dos bens do Fundo. Ou seja, quanto vale ou valem os edifícios do Fundo? Ou quanto valem as participações em outros fundos ou recebíveis imobiliários? A soma ou avaliação de todos estes bens, é o Patrimônio total do fundo. Isso é dado, análise feita por consultoria externa.



  • PLC - Patrimônio líquido por cota: Se você dividir o Patrimônio Líquido descrito logo acima, pelo número de cotas, teremos este número o PLC – Patrimônio Líquido por Cota. A questão é muito mais comparativa entre outros fundos do mesmo tipo, do que uma análise isolada.



  • Valor de mercado / Patrimônio líquido: Continuando com a nossa análise, se dividirmos o Valor de Mercado pelo Patrimônio Líquido da mesma forma que a Cotação pelo PLC teremos. Dessa forma, encontraremos se o preço que o mercado está praticando no momento está condizente com os valores do FII.



Essas explicações foram retiradas do Site Eu quero investir. Muito cuidado com essa comparação de abaixo ou acima do VP. Existem excelentes fundos que estão acima do VP e se fossemos fazer apenas essa análise binária nunca compraríamos.

Reparem que vale muito mais as explicações, do que ficar igual a um tarado procurando fundo que está abaixo do valor. Baseado nessas informações, você consegue ter uma leitura menos ignorante dos balanços mensais e ter condições de comparar a saúde financeira dos ativos. Mas sempre lembre, FII é para investir/ser sócio, não para trade, ou seja, que se exploda o preço queremos é investimentos de valor (ativos que gerem renda e se sustentem por anos).

Sétimo e último, pois já estou cansado de escrever, sempre que for entrar em uma nova posição comece devagar. Não pegue sua rescisão de 50 mil Temers e coloque tudo em um papel, você vai fazer merda, nós somos burros e não estamos acostumados a lidar com tanta pressão e grana. Vai devagar, não vai ser numa cacetada que você vai mudar a tua vida, o trabalho é árduo e lento.

Me empolguei e vou dar a última colher de chá. Oitavo aprendizado. Leia os fatos relevantes. O fundo vai acabar ? RMG vai até quando ? Tem cliente inadimplente ? Como anda a vacância ? Um andar do prédio está todo fodido ? O fundo está pagando algo extra ? … Particularmente eu faço uma análise do último ano do fundo. Mesmo assim é pouco. Não gosto de recorrer a fórum, pois tem mais gente com dúvida do que as minhas mesmo. Então vejo o fiis.com.br que é direto ao ponto. Coloco o ticker ele me traz o feed das publicações lá na BM&F. Aproveito a mesma página e dou uma olhada nos números para manter a comparação mês a mês. Apenas análise de números com as informações que são de domínio público, veja a tabela:


Algo simples que é mais para o meu conforto e me serve como norte. Fazendo essas comparações mensais podemos elucidar algumas questões elementares dos fóruns… “ O Fundo está queimando caixa, blá blá blá…”.... E aí vai…

Existem outras situações que observo. Mas como sou burro, eu estou indo com muita cautela nesse mercado. Agora a pergunta proposta no título do post: Está valendo a pena ? Sim está, afinando a estratégia da para ser sócio de grandes fundos com bons empreendimentos. Estou colocando muita energia e dedicação nesses tipos de ativos, pois acredito que se continuarmos do jeito que estamos, premiando muito bem sem risco na RF, nosso país vai pro ralo. A salvação está no mercado, em produzir e não em deixar o dinheiro parado.

Forte abraço e bons investimentos.

sexta-feira, 31 de março de 2017

ATUALIZAÇÃO PATRIMONIAL MAR/17 (+3,98% % ou 2.317,60)

INTRODUÇÃO
Que mês corrido! Há muito tempo não tinha um mês tão corrido, longo e estressante. O blog ficou em terceiro plano, não tive tempo nem para bolar algo. Estou voltando aos poucos a ler sobre finanças e recuperando os bons hábitos financeiros.
Esse mês fiz algo diferente que sempre ouvia falar e bateu a curiosidade. Vendi os meus direitos de subscrever cotas.


Como ainda tenho só um pedacinho de nada desse FII, e o preço a mercado x  preço de subscrição eram bem próximo, o valor de venda foi esses aí em cima. Pelo valor não vale a pena a correria, mas pela experiência é bacana.
Vamos aos números:
CARTEIRA ATUALIZADA



Estou aos poucos eliminando a posição do CDB D+0, pois ele virou uma bengala financeira e deixaremos apenas um pouco do capital investido para ficar “girando” quando for necessário.

GRÁFICO DA RENDA FIXA



GRÁFICO DA RENDA VARIÁVEL



RENDIMENTOS DOS FII’S


Mexi um pouco no Compass dos investimentos. As metas foram renomeadas para Curto, Médio e Longo prazo e suas % também foram reajustadas. Ainda resta reclassificar os produtos de investimentos da carteira pelo seu vencimento.



META 2017.1


CONCLUSÃO
Voltamos aos trilhos. Os aportes estão mirrados e os custos estão bem altos, mas isso é temporário tenho certeza. Como no Brasil o ano só começa depois do carnaval, espero que os meses que estão por vir sejam melhores. Em breve farei um post sobre um estudo de quanto investi em FII até o momento e quanto eu tenho de retorno ou prejuízo.
Diariamente recebo uns boletins por e-mail e sempre no final deles tem uma mensagem bacana. Compartilharei com vocês.

"Paz financeira não é a aquisição de coisas. É aprender a viver com menos do que ganha, para que possa distribuir um pouco e investir. Você não vence enquanto não fizer isto."
Dave Ramsey

Um forte abraço a todos e muito sucesso!!!


sábado, 4 de março de 2017

ATUALIZAÇÃO PATRIMONIAL FEV/17 (-5,57 % ou -3.437,08)


INTRODUÇÃO

Creio ser a primeira vez que não posto à atualização mensal em dia. Mas foi por um bom motivo, estávamos tirando as tão merecidas e planejadas férias de carnaval. Por tanto nem vou me alongar muito, pois como muitos já sabem tive uma pequena queda no valor total.


Minhas finanças nos dois primeiros meses do ano...

Em compensação o tanque está cheio de combustível e a mente renovada. Vale a muito a pena viajar e descansar um pouco. Principalmente, pois fujo do carnaval curióca que é um lixo.



CARTEIRA ATUALIZADA




Sem alterações no portfólio, apenas saques e mais saques no CDB D+0. Pretendo desmobilizar grande parte dos investimentos atrelados a SELIC, chamo-os de ativos com “liquidez” OU “curto prazo”. Porém, antes de fazer isso preciso está certo onde aplicar esses valores.

GRÁFICO DA RENDA FIXA


GRÁFICO DA RENDA VARIÁVEL



RENDIMENTOS DOS FII’S



De acordo com o tripé dos investimentos, a minha carteira de investimentos está escalonada (%) da seguinte maneira:


META PRIMEIRO SEMESTRE 2017 (Dovish)



CONCLUSÃO

Apesar da baixa até maior do que eu esperava, a viagem foi excelente e toda família voltou renovada. Isso prova mais uma vez que guardar somente por guardar igual ao tio patinhas e ser avarento não faz bem. Estamos com força total e de cabeça limpa, diferente de muitos que estão a nossa volta que preferiram ficar ou foram forçados a ficar. Esperamos reverter essa queda e com um pouco de ajuda do mercado bater a meta do semestre. Para o segundo semestre pretendo aumentar um pouco o risco para buscar mais rentabilidade e fechar o ano encostando nos 90 K.

Um forte abraço a todos e bons investimentos.