Marcadores

sábado, 4 de março de 2017

ATUALIZAÇÃO PATRIMONIAL FEV/17 (-5,57 % ou -3.437,08)


INTRODUÇÃO

Creio ser a primeira vez que não posto à atualização mensal em dia. Mas foi por um bom motivo, estávamos tirando as tão merecidas e planejadas férias de carnaval. Por tanto nem vou me alongar muito, pois como muitos já sabem tive uma pequena queda no valor total.


Minhas finanças nos dois primeiros meses do ano...

Em compensação o tanque está cheio de combustível e a mente renovada. Vale a muito a pena viajar e descansar um pouco. Principalmente, pois fujo do carnaval curióca que é um lixo.



CARTEIRA ATUALIZADA




Sem alterações no portfólio, apenas saques e mais saques no CDB D+0. Pretendo desmobilizar grande parte dos investimentos atrelados a SELIC, chamo-os de ativos com “liquidez” OU “curto prazo”. Porém, antes de fazer isso preciso está certo onde aplicar esses valores.

GRÁFICO DA RENDA FIXA


GRÁFICO DA RENDA VARIÁVEL



RENDIMENTOS DOS FII’S



De acordo com o tripé dos investimentos, a minha carteira de investimentos está escalonada (%) da seguinte maneira:


META PRIMEIRO SEMESTRE 2017 (Dovish)



CONCLUSÃO

Apesar da baixa até maior do que eu esperava, a viagem foi excelente e toda família voltou renovada. Isso prova mais uma vez que guardar somente por guardar igual ao tio patinhas e ser avarento não faz bem. Estamos com força total e de cabeça limpa, diferente de muitos que estão a nossa volta que preferiram ficar ou foram forçados a ficar. Esperamos reverter essa queda e com um pouco de ajuda do mercado bater a meta do semestre. Para o segundo semestre pretendo aumentar um pouco o risco para buscar mais rentabilidade e fechar o ano encostando nos 90 K.

Um forte abraço a todos e bons investimentos.


segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Dinamismo x Bagunça

                                 
         Já parou para pensar que dinamismo é algo totalmente diferente de bagunça? Pode parecer algo bobo a se escrever, mas muita gente não tem a mais breve noção de que os dois mundos são totalmente opostos.



Ao longo da minha vida profissional encontrei muitas barreiras para não dizer dor de cabeça, com relação à bagunça sistematizada. Não vou cometer o equívoco em dizer que fiz e faço tudo sempre certo, mas um pouco de organização, métodos e gestão de processos não matará ninguém. Começo a me perguntar se não seria o caso, de hoje, estando cada dia mais velho, experiente, começar a aceitar as coisas da forma que elas são.  Sinceramente ainda tenho muita dificuldade de aceitar bagunça como estilo de vida/trabalho. Não saberia dizer, mas é algo que me deixa bufando de raiva e sinceramente não sei mais por que eu me importo , a final muita das situações não tenho o menor controle.

         Nessa nova fase de minha vida, vejo que não mudou muito do que vivi ao longo desses anos. Pessoas com medo de perder o emprego, se agarrando a métodos fracassados, lutando para sobreviver, perpetuando a bagunça a fim de ser útil às empresas. Mas o que importa, cada um estraga a vida do jeito que quiser. O problema aqui é o pseudo dinamismo.

         Ele não existe é uma farsa. Para a maioria, o camarada que coloca uma resma de baixo do braço e fica correndo pela empresa é o funcionário dinâmico. Não, não é ! Ele às vezes só é um relaxado, preguiçoso que gosta de aparecer tirando onda de ocupado, quando você vai ver ele fica mais tempo na copa da empresa do que a própria moça do café. Tem os camaradas que ficam tuitando com a boca o dia inteiro que está fazendo, porém quando você vai ver a produtividade do cidadão chega ser pior que do uma ameba resfriada.


Chefe: Fulano, você só tem que colocar as caixas na esteira, ok ?
Fulano: Deixa comigo !


         As pessoas tem medo de organização, elas anseiam organização e melhoria no trabalho, mas ao mesmo tempo rezam para que a bagunça continue, a final muito estão ali só para apertar um botão, se acham necessários, pois sem eles a coisa como um todo não funcionaria, ledo engano... Analise você, ao seu redor, seu colega de trabalho, alguns poucos metros do seu campo de visão. Você verá que alguns só estão ali por que existe uma ditadura da bagunça, existe desorganização, pois se houvesse um método acertado, um trabalho mais coeso, não seria necessário aquela mão de obra, fornecedor, etc, etc.. Sem falar dos aspones...    

        
         Chega ser doído saber que trabalhador médio brasileiro não chega a render um quarto do que produz um trabalho médio americano.  Isso é muito ruim para aqueles que estão querendo mais, pois você encontra meia dúzia de topeiras que te atrapalham e muitas das vezes se acham vítimas da sociedade.

Pessoalmente eu acredito que isso venha de alguns fatores bem simples de explicar:

·        A maioria de nós é menos educada, menos qualificada, isso impacta diretamente no capital humano. Não adianta ter a porra de um diploma de ensino superior se você levou a faculdade nas coxas e abre a boca para falar "praca";
·        Muitos dos “trabalhadores dinâmicos” gostam é de bagunça mesmo;
·        A maioria se tiver escolha entre optar fazer um trabalho tosco ganhando um trocado mais ou menos, o fará. A final para que engenheiros né, melhor ser atendente de armarinho;
·        Trabalho de baixo valor agregado.  Muito de nós somos apenas chimpanzés amestrados;
·        Preguiça;
·        Medo de perder o emprego...


Agora eu escrevo novamente em tom de pergunta. Deveria eu aceitar e dançar conforme a música, ou simplesmente jogar tudo para o algo e procurar algo que se encaixe nas minhas perspectivas?  Vou ignorar a maioria, pois como sabemos a manada sempre será a manada.

Enquanto tivermos trabalhadores medíocres com raciocínio medíocre, teremos um país medíocre com salários medíocres....

         Sinceramente, acho melhor continuar do mesmo jeito que estou, pelo menos estou ganhando mais sendo esforçado do que sendo incompetente dinâmico.

         Fui, vou trabalhar para ganhar mais dinheiro por que a obra da Nossa Senhora dos Aportes tem que ser continuada. Forte abraço a todos.


terça-feira, 31 de janeiro de 2017

ATUALIZAÇÃO PATRIMONIAL JAN/17 (- 1,54 % ou - 961,26)


INTRODUÇÃO

É chegado mais uma data de fechamento de mês e como para mim compromissos tem força de lei, vamos ao que interessa.

Esse mês não fiz aporte. Como já antecipei, Janeiro e Fevereiro de 2017 não terão aportes, pois estamos pagando a viagem de fevereiro antecipadamente e dessa forma estamos nos concentrando em cumprir essa tarefa com êxito.

Fiz uma pequeno saque no CDB D+0, pois infelizmente estava esperando uns proventos a título de trabalho que não foram realizados. Expectativa é que seja pagos em meados de fevereiro, caso não protestarei a Nf e o tomador do serviço pagará com juros.

Para a nossa boa sorte o Sr. Mercado resolveu nos ajudar. Esse mês a Renda Passiva do Fundo de Investimentos Corrida dos Ratos a Fuga foi de R$ 1.014,55.


Essa é a maior renda passiva da história da carteira. Fico imaginando os nobres colegas que estão com 200k, 300k .... e assim por diante. Um dia chego lá.

Sem mais delongas, segue a primeira apuração do ano.

CARTEIRA ATUALIZADA




Sem alterações, apenas reinvestimentos de proventos nos FII. A única coisa que estou intrigado é por que o KNCR caí tanto. Se alguém souber, deixa a dica aí.  

DIVISÃO DOS ATIVOS
RENDA FIXA


RENDA VARIÁVEL



RENDIMENTOS DOS FII’S



De acordo com o tripé dos investimentos, a minha carteira de investimentos está escalonada (%) da seguinte maneira:



Pretendo rever essa situação, estou me sentindo confortável para arriscar um pouco mais. Estou com muito dinheiro para o curto prazo e até o momento não precisei de algo tão rápido (espero nunca precisar). Apesar de ser PJ e não ter valor certo para receber, o dinheiro tá entrando. Não tem dia certo, mas tá entrando.

META PRIMEIRO SEMESTRE 2017
(R$ 67.133,29)


Depois de abusar em 2016 das metas e esticar até onde eu não imaginava no inicio daquele mesmo ano, o meu primeiro semestre de 2017 vai ficar magrinho. Terei duas quedas a princípio (janeiro e fevereiro) e só poderei aportar com força a partir de março. Ainda temos chance de virar o jogo no primeiro semestre, mas depende de alguns outros fatores que não vem ao caso. Eu queria muito chegar aos 100K esse ano, mas se eu considerar o cenário mais otimista para o segundo semestre, talvez eu chegue em 90K. Vamos aguardar. O importante é viver, economizar e ser feliz.

CONCLUSÃO


Estou muito confortável dentro das minhas condições. Estamos aguardando sempre o melhor em meio ao caos. Então quem sabe eu traga para esse espaço ainda breve muito boas notícias. Um forte abraço para todos e desejo muito sucesso.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

CHALLANGE ACCEPTED

CHALLANGE ACCEPTED



Post rápido apenas para atualizar aos nobres colegas sobre as metas do primeiro semestre de 2017.
Diferente do ano de 2016 ao qual tentei estimar todo período  de uma vez só, dessa vez preferi pautar apenas o primeiro semestre, baseando nos valores da linha de aportes já projetadas no meu fluxo de caixa e juros módicos.
Sem mais delongas, vamos aos números:

META 2017.1 (R$ 67.133,29)



Então desafio aceito! Seguiremos nessa caminhada e em Julho teremos revisão da meta!

“Não vamos colocar meta. Vamos deixar a meta aberta, mas quando atingirmos a meta, vamos dobrar a meta”

Abraço e sucesso a todos ! 



quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

ATUALIZAÇÃO PATRIMONIAL DEZ/16 (+ 4,57 % ou + 2.736,50)


Em meio a mortos e feridos, conseguimos chegar a mais um encerramento de ano. E como a bolsa brasileira, a carteira do blog Corrida dos Ratos A fuga encerra o ano de 2016.

Esse ano ocorreram tantos acontecimentos e fatos históricos que se não tivéssemos um pé firme no planejamento e muita dedicação, iríamos entrar na ciranda do desespero como muita gente Brasil a fora.

RUMO A 2017 A TODO VAPOR !!


No quesito finanças pessoais, continuo como um trem incansável, inabalável, me importando cada vez menos com as oscilações de mercado/notícias e focado em fazer mais dinheiro, fruto de trabalho honesto e dedicado. Dica para 2017, a mesma de 2016, deixe a galera da ciranda girar, eles que paguem a conta em favor do Sr. Mercado.

Em matéria de acumulação, 2016 me propiciou excelentes aportes, fruto do desligamento, empreendedorismo, frugalidade e tirocínio. Dei umas mancadas ao comprar ativos com pouco valor e percebendo as mancadas me desfiz da mesma forma que eu entrei, sem chorar.

Termino o ano de 2016 em primeiro lugar mais velho, um pouco mais sábio do que comecei, com o stress em um nível muito inferior do que eu estava acostumado e com uma paz de espírito que não saberia descrever nesta humilde página. Sei que as coisas não estão fáceis, cada dia sabemos de mais sacanagens e mais desgraças, seja no campo econômico ou social. Dessa forma tenho que levantar as mãos pro céus e agradecer pela saúde que está cada dia melhor, pela família que está me dando suporte e segurança e pelas finanças que é objeto deste blog. Faz toda diferença ter uns trocados no bolso na hora de tomar decisões difíceis.

Em comparação a Dezembro de 2015 até está data, foram 536,58% de evolução patrimonial. Isso é espetacular. Não espero fazer todo ano algo parecido, até por que os números ainda são bons por que estou no começo da caminhada. Qualquer tiro de cinco mil é uma cacetada de porcentagem.

Na rentabilidade consegui auferir uma rentabilidade média em 12 meses de 1,4018%. Isso é muito bom, pois consigo planejar com números mais reais os cenários futuros. Para a meta de 2017, planejei os aportes baseado na minha linha de aportes na planilha de fluxo de caixa que já está pronta e uma rentabilidade média de 1% sobre o montante. Postarei em breve as metas de 2017.

Aproveito esse encerramento de ano para agradecer a cada um que visita o blog, os que comentam e não comentam, reitero que vocês têm sido muito importantes nessa caminhada. Seria muito bom se pudéssemos sentar a mesa, tomar um chopp, um refrigerante e debater horas sobre a vida, sobre besteiras e é claro dinheiro. Aqui é nosso Diners club.

Sem mais delongas, segue a última apuração do ano.

CARTEIRA ATUALIZADA



Alterações mínimas, gestão totalmente passiva. Vamos a elas:

Vencimento LCI do Banco Pine em 22/12, que teve duração de cerca de 177 dias. Rentabilidade total de 5,94% e resultado final de R$ 10.593,64. O capital inicial foi de R$ 10.000,00.
O resultado foi reinvestido em outra LCI de 6 meses, emitido pelo Banco Máxima.

Veja que eu poderia ter aplicado em ativos com rentabilidade bem superior, mas no momento estou focado em ganhar dinheiro para aplicar dinheiro, não está me sobrando muito tempo, então preferi a comodidade de apenas lançar a ordem em produto semelhante e continuar a luta.

A segunda alteração foi a venda FEXC11B a mercado. Esse ativo estava na minha quarentena a 3 meses. Então decidi liquidá-lo e o dinheiro que ali estava alocado foi distribuído entre os demais FII’s da carteira.

DIVISÃO DOS ATIVOS

RENDA FIXA


RENDA VARIÁVEL


RENDIMENTOS DOS FII’S



De acordo com o tripé dos investimentos, a minha carteira de investimentos está escalonada (%) da seguinte maneira:



Um pouquinho a quem do que eu havia estimado, mas as oportunidades apareceram, eu abri mão da liquidez e está dando certo.

META² 2016 (R$55.715,91)

Essa é a seção que eu mais gosto, deve matar os turn round do coração.


Muito planejamento eu uma pitada de sorte. Se não fosse por gastos altos e algumas cagadas que fiz, chegaríamos brincando a 70 mil. Mas deixa, tudo ao seu tempo e entendemos que temos que suprir necessidades básicas como pessoas e como eu sempre digo, viver em modo zumbi é doído de mais, poupar acaba virando uma frustração e de maneira nenhuma isso pode acontecer.

CONCLUSÃO

Espero trazer surpresas para este espaço em 2017, a princípio terei uma excelente novidade de início de ano que guardarei para o próximo post. Creio que janeiro e fevereiro não terão aportes e sim retiradas devido ao nosso presente de cumprimento de metas. Nossa viagem de carnaval vai sair do papel e poderemos curtir o que a vida tem de melhor. Depois detalharei mais o plano de 2017, bem como as novidades.

        Encerro o ano mais forte e firme que nunca, darei mais atenção ao blog em 2017 e tentarei agregar cada dia mais a nossa comunidade. Sendo assim só me resta desejar um...

Um forte abraço todos os meus amigos virtuais, muito sucesso em 2017 e até ano que vem!!


quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

ATUALIZAÇÃO PATRIMONIAL NOV/16 (+ 5,05 % ou + 2.877,87)

INTRODUÇÃO

Vamos ficar de o olho minha gente! Estamos sendo feitos de trouxas enquanto dormimos. Em virtude dos últimos acontecimentos que estão ocorrendo em Brasília, fica até difícil escrever sobre minhas finanças.
O que é o mais triste dessa palhaçada toda é que ninguém ali está por linha sucessória, herança nem porra nenhuma, foi o povo que como sempre vota tão bem que essa escória faz o que bem quer ali nos buracos de Brasília. Triste.

O que ele acha das 10 Medidas Contra a Corrupção.

A parte dessa sacanagem toda bem debaixo do nosso nariz, minha carteira de investimentos depois de muito tempo não obteve rendimento, pelo contrário, registrou queda acentuada durante o mês que foi revertido ao apagar das luzes de novembro. Essa queda foi puxada pelos meus títulos pré 2021 que devolveram ao mercado parte do lucro que tem sido excelente nos últimos meses. E é claro os FII’s.
Continuo colocando mais tempo na análise dos FII’s, pois é uma matéria que eu gostei e quero entender cada dia mais. Com relação aos fundamentos, os ativos que possuo nessa categoria não tiveram mudanças. Logo não teria uma explicação racional para uma queda tão abrupta neste mês. Mercado em tendência de baixa, fazer o que, é renda variável. Se eu tivesse com bala para atirar eu me esforçaria mais um pouco e aproveitaria a boa hora para entrar. Vale lembrar que foi lá em janeiro desse ano que a renda variável estava colocando os ativos e os investidores na bacia das almas e quem foi corajoso e comprou nesse mês está sorrindo até agora.

CARTEIRA ATUALIZADA





DIVISÃO DOS ATIVOS

RENDA FIXA


RENDA VARIÁVEL




RENDIMENTO DOS FII’S (((Nova seção)))



De acordo com o tripé dos investimentos, a minha carteira de investimentos está escalonada (%) da seguinte maneira:



META² 2016 (R$55.715,91)



CONCLUSÃO

Não obstante toda porcaria que anda acontecendo no nosso país, as finanças do Fundo de Investimentos Corrida dos Ratos a Fuga continua indo bem. Infelizmente não tenho mais o famoso décimo terceiros salário que muito turbinou as contas dos colegas, mas continuo agarrado as minhas metas, seguindo meu planejamento, fazendo pequenos movimentos e abolindo o sonho ignorante de ficar rico da noite para o dia.

        Nunca que poderia encerrar sem deixar um alerta aos nobres colegas que aqui visitam. É por isso que abaixo deixo um vídeo da cobertura do Jornal das Dez sobre toda safadeza que anda ocorrendo por debaixo dos panos e principalmente na calada da noite. São trinta minutos, mas que pelo menos nos traz a dimensão da coisa imunda. Usem o filtro da sabedoria, ignorem algumas coisas, mas não se acomodem.



Um forte abraço todos e muito sucesso !!